Páginas

Quem sou eu

Minha foto
BELÉM, PA, Brazil
Sou Engenheiro Agrônomo, Doutorando Em Desenvolvimento Econômico, Território E Meio Ambiente, Mestre Na Área De Gestão Dos Recursos Naturais E Desenvolvimento Local Na Amazônia, Especialista Em Educação Ambiental E Uso Sustentável Dos Recursos Naturais, Graduando Em Licenciatura Plena Em Física E Docente Do Magistério Superior Na Área De Economia E Desenvolvimento Agroflorestal Na Universidade Federal Do Pará.

sexta-feira, 2 de março de 2012

FÍSICA E FORMAÇÃO DO SER SOCIAL

        
Nos mais antigos pensamentos, nas belas descobertas de saber o que o EU  pode fazer um número significativo de pensadores (físicos, químicos, matemáticos, astrônomos....) se dispõe a ter horas , dias e muitas vezes anos examinando e estudando o movimento da natureza.A filosofia considerada a mãe de todas as ciências,Tales de Mileto,com sua bela sabedoria espiritual e matemática trouxe algumas das respostas para alguns por quês? e neste sentido ficou conhecido como o pensador que trouxe a filosofia para o ocidente.
 Em seus dias de vida, Isaac Newton trouxe para humanidade a beleza da física, mostrando através de números que estes são capazes de falar em duas linhas, o que muitas vezes é escrito em um texto. Abriu uma porta que até os dias atuais serve como ferramenta central para entender processos físicos que ocorrem na natureza, como por exemplo, a dinâmica dos corpos celestes. Newton aceitava a idéia de Descartes sobre a Luz e dizia que a Luz se propagava em um meio que era o éter proposto anteriormente. Maxwell, que foi o autor da teoria eletromagnética, dizia que a luz se propaga no vácuo e Einstein ao estudar os dois (Newton e Maxwell) ficou com a teoria de Maxwell e feliz na sua escolha elaborou a teoria da relatividade e em seguida o efeito fotoelétrico.
 Muitos aqui devem estar se perguntado agora, o que isso tem haver com a formação do ser social. Em recente proposta feita em minha apresentação da Monografia de Especialização, imaginei que poderia fazer com que estudantes de sociologia, por exemplo, entendessem a física a partir de seu olhar. Neste sentido, imaginemos como Karl Marx pensou a base do capitalismo, ou seja, este precisa de uma fonte para existir (lucro, capital), mas para se manter necessita de um meio para se propagar. Assim são ondas mecânicas, que necessitam de uma fonte  para existir e de um meio para se propagar.
O ser social, apresentado por Lukács é aquele que interfere no meio e recebe esta interferência de modo direto,ou seja é aquele que produz a mais-valia e tem sobre ele a exploração da mais-valia ou mesmo é aquele que explora o trabalhador,usa da mais valia e seu lucro é obtido neste processo.O ser social pode ser o patrão ou o empregado,dependendo do ângulo e do debate que esta sendo feito.Esse é o olhar do sociólogo,mas o físico poderia entender que o ser social é aquele que aplicando uma força sobre determinado elemento receberá uma força contrária de mesma intensidade em sentido contrário,segundo Isaac Newton, ainda pensando como físico olhar o patrão e o empregado, dependendo do debate e pensar que uma determinada situação pode ser vista no plano cartesiano de eixos diferentes.
     
         

Nenhum comentário:

Postar um comentário